14 março 2007

As pescarias do Canjeque/Moçâmedes (actual Namibe): 1973
















Nesta foto, tirada em 1957 encontro-me eu e o meu irmão Amilcar, e o motorista da traineira da então Sociedade Industrial da Ponta Negra. Ao remo do pequeno barco que nos transportava, o Sr. Adriano, motorista da traineira da dita Sociedade.


..


..















Angelino Jardim e Leonel de Sousa, exibem o resultado de uma manhã de domingo dedicada à pesca à linha e à cana. O suficiente para que enchessem um saco de peixe de qualidade: uns poucos pargos-quissanga, garoupas, mariquitas, ferreiras e alguns polvos à mistura... O local onde se encontram, trata-se da pescaria dos então proprietários, João Viegas Ilha e António Vicente, no Canjeque (Moçâmedes/Namibe). Os jovens africanos que os ladeiam eram empregados da referida pescaria. Embaixo: Fernando Pita de Sousa (Leona), Rui Alberto e Victor Hugo Amadores. Foto tirada em Março, em  finais da década de 1960.
 















Esta zona, que compreende a Ponta do Pau do Sul ou Ponta do Noronha até ao Canjeque, a 5 km de Moçâmedes, era um local privilegiado para a caça submarina. 

Lembro-me nitidamente de estar num dia de Verão na Praia Amélia e ter visto chegar dois aficcionados desta modalidade desportiva, João António Matins Pereira (John) e Aires Domingos com dois enormes pungos, espécie muito apreciada, que rondavam os 60 kg cada um.



Fotos reproduzidas a partir de slides e gentilmente cedidas por A. Jardim.
AS GRANDES CALEMAS DE MOÇÂMEDES

Sem comentários:

Enviar um comentário