25 fevereiro 2007

Alunas do Colégio de Nossa Senhora de Fátima de Moçâmedes/actual Namibe(anos 50),

Alunas do Colégio de Nossa Senhora de Fátima (anos 50), já nas novas e óptimas instalações, junto ao Parque Infantil. Na foto, ladeando a Madre Paiva Couceiro (madre superiora), pode ver-se: Ana Clara Tendinha, Nelinha Pintassilgo, ?? Eduarda Falcão Braz, Paula Amém, Paula Veloso, Conceição Godinho, entre outras.

Aluno e alunas do Colégio de Nª Senhora de Fátima (Moçâmedes/actual Namibe):1952

Aluno e alunas do Colégio de Nossa Senhora de Fátima representando uma peça de teatro «A história de carochinha». ensaiada por Mme Sybleras, que teve a colaboração da pianista moçamedense , Rosa Gonçalves Bento. Entre outras, pode ver-se Manuela Oliveira (filha do Oliveira-Maboque), Lilá Fonseca, Ana Clara Tendinha, irmãs Chalupa e no canto dt., mascarado, Mário Tendinha. Crédito de imagem e texto (do qual fiz um resumo): o link do nosso conterrâneo Mário Tendinha
http://paterhu.multiply.com/journal

Grupo de Jovens de Moçâmedes/actual Namibe, num «cross» de bicicleta, até à Praia Amélia: 1955

Grupo de Jovens, num «cross» de bicicleta, a partir da baixa da cidade, até à Praia Amélia. Pode ver-se, da esq. para a dt.:
Carlos Jardim, Mário Júlio da Cruz, Tolentino Ganho, Rui Coelho de Oliveira, Arménio Jardim e Álvaro Jardim.

Repare-se, ao fundo, as casas onde João Duarte, o proprietário da mais importante pescaria da Praia Amélia , alojava o pessoal que alo trabalhava.

Grupo de Jovens da Escola Comercial de Moçâmedes/actual Namibe: 1955

Grupo de jovens estudantes divertem-se à saída das aulas, em frente à Escola Comercial de Moçâmedes, antiga Escola Prática de Pesca. Da esq. para a dt: ??? Alhinho, Aldorindo, Patrício. Leonélio Matos Mendes (cuanhama), Álvaro Jardim (Chamenga), João António Bagarrão Martins Pereira (Jonh), Ferreira da Silva (Cocas), Quinito Matos e José Fernando Soares ??? Em cima, na bicicleta ? Castro. Foto cedida por A. Jardim.

Grupo de jovens Moçamedenses, na Praia Amélia: 1954

Grupo de jovens moçamedenses, posam numa manhá de verão numa das praias de Moçãmedes: a Praia Amélia. Da esq. para a dt: Mário Cruz, Francisco Ganho (Chiquinho), Arménio Jardim, Tolentino Ganho, Carlos Jardim (Carlitos), Rui Coelho de Oliveira e Álvaro Jardim (Chamenga).
Por curiosidade, o nome de Praia Amélia, ficou a dever-se ao naufrágio nas suas águas, no ano de 1842, da escuna «Amélia», pertença da Marinha de Guerra Portuguesa.

Na praia das Miragens/Moçâmedes/actual Namibe : 1954


A PRAIA DAS MIRAGENS, uma das melhores de Angola, situada acerca de 200 mts do centro da cidade, com uma faixa de branco areal de 100 metros, numa extensão de mais de um quilómetro, é óptima para a prática de todos os desportos do mar.
Para debelar a incidência caustica do sol nos meses balneares, foram construidos dois grupos de arcadas com bancos, e que à noite são iluminados, bem como a praia com quatro potentes holofotes. Disseminados pela sua orla, estão dispostos vários chuveiros, com água doce, baloiços e outros divertimentos.

É junto à praia que em Março se realizam as FESTAS DO MAR, nu recinto airoso onde funciona a Feira Ppular, com barracas de exposições, comes e bebes, vários jogos e «luna~park».
A Praia das Miragens é um encanto para o turista que a visita.

2ª foto. Grupo de jovens nos anos 50 na Praia das Miragens em Moçâmedes, tendo a baía e a falésia que termina na Ponta do Pau do Sul ou ponta do Noronha, por fundo. Podem ver-se, da esq. para a dt: em cima (de pé): Carlos Pinho Gomes e Calila Rodrigues
Mais abaixo (de joelhos): Adelaide Ernesto, Maria Ilda Silva, Claudino Peleira e Carlos Oliveira (Carlitos)
À frente (sentados): Orlando Salvador, José Luís Gonçalves, Humberto Pinho Gomes, Fátima Duarte, Isalda Uria e Melanie Sacramento.
À frente, (deitados): Costa Santos (Carriço), Mavilde e Mário Bagarrão. Foto retirada do livro «Recordar Angola» 1. vol

2. Grupo de raparigas fazendo construções na areia na Praia das Miragens (1954). Ao fundo, a ponte, a baía com alguns barcos, e a falésia.
Reconhece-se da esq. para a dt: Graciete Bagarrão (Gracietinha), Margareth Paulo Matos (Bébé), Elizabete Bagarrão (Bétinha) e Nídia Almeida (Dédé)

Foto gentilmente cedida por M.Carmo Matos