28 abril 2008

Colégio de Nossa Senhora de Fátima



































1ª foto:

Alunas do Colégio de Nossa Senhora de Fátima abrem alas para dar passagem aos quadros superiores da Congregação religiosa das Irmãs Doroteias, no decurso de uma visita àquele colégio. 1962?. Foto do livro «Era uma vez» de Paulo Salvador.

2ª foto:
Foto tirada por ocasião de uma festa efectuada no Colégio de Nossa Senhora de Fátima à chegada da Madre Superiora, Madre Barbosa, no ano de 1962.

No palco, para além das alunas da Missão (à dt.), reconheço as seguintes alunas, da esq. para a dt.:
Beta Leitão, Vina Almeida, Conceição Sena (Nina), Cristina Lopes e Leonor Pais.

Fotos e descrições cedidas por Vina Almeida

3ª foto:
Em cena, no palco do salão do Colégio, da esq. para a dt.: Vina Almeida, Lena Rocha e Rogélia Maló de Almeida (Gélita). Tratava-se de uma cena de teatro de comédia oferecida pelas filhas das antigas alunas às suas mães. Esta cena, que decorreu através de um diálogo entre «a surda», «a gaga» e «a normal», resultou numa autêntica trapalhada de fazer rir a «bandeiras despregadas», porquanto nunca as três se conseguiram entender... Data: 1956.

Gente de Moçâmedes: Fazenda Amélia









































A Fazenda Amélia era propriedade de Hortense Costa Santos (vulgo Horta do Carriço), e ficava a seguir à Horta do Torres, a caminho da Macala.

1ª foto:
Junto a uma àrvore centenária, da esq. para a dt.: Carlitos Costa Santos, Carlita Sampaio Nunes, Leninha Costa Santos, Tininha Espírito Santo e Crolina.

2ª foto:
No leito do rio Bero, numa altura em que o rio estava seco. Da esq. para a dt.: Carlitos Costa Santos, Vina Almeida e o irmão, Juleco , e Leninha Costa Santos. Ao lado, uma criança da zona.

3ª foto:
Nesta bela foto panarâmica, tirada n
a Fazenda Amélia, encontram-se,
da esq. para a dt.:
Lita Pestana, Juleco, Júlio Gomes de Almeida (solicitador em Moçâmedes), Vina Almeida e Maria Pestana.

Fotos gentilmente cedidas por Vina Almeida

.......

Júlio de Almeida, o solicitador, que aqui vemos na 3ª foto, gosando dos bons ares das «terras do fim do mundo», também era um poeta, e como poeta que era, nunca esqueceu a sua terra que um dia se vira forçado a abandonar, corria o ano de 1975:

A MOÇÂMEDES
A carícia de uma aragem...
...O feitiço da miragem....
I
GOSTARIA DE CANTAR:
O sortilégio da Terra,
A magia do teu MAR,
com «nereidas» d'encantar...
E a PAZ, em vez de guerra.
II
O DESERTO - imensidão,
onde brota muita flôr.
A eterna solidão
da WELWITSCHIA - mansidão
esp´rança da sua côr...
III
As HORTAS que espontaram,
no BERO E GIRAÚL
PIQUENIQUES QUE PASSARAM,
mas AMIZADES geraram,
sob Céu d´um belo azul!
IV
AS PRAIAS, a AVENIDA...
...Mocinhas a passear,
encantos da sua vida,
n'uma imagem bem querida,
d'amor a desabrochar...
V
O Sol forte de Verão
A carícia d'uma aragem,
a trazer recordação
d'amizade ou de paixão
...O feitiço da MIRAGEM...
VI
GOSTARIA DE CANTAR
com minha voz e empenho,
no DESERTO e no MAR,
mas sem ter de me lembrar,
DA TERRA QUE JÁ NÃO TENHO...

FARO, 12/01/91
Júlio Gomes de Almeida


Paços do Concelho: tomada de posse do Governador de Moçâmedes Nunes da Ponte; 1954?



Nesta foto podemos ver o Governador de Moçâmedes, Nunes da Ponte (sentado à mesa quase ao centro da foto, entre as porta-estandarte), nos Paços do Concelho - Câmara Municipal da cidade. Penso que estaria às cerimónias que decorreram em 1957 , quando da chegada a Moçâmedes do Governador Geral para inaugurar o 1º troço do cais comercial. Na mesma altura fora inaugurada novo edifício sede do Grémio dos Industriais de Pesca de Moçâmedes, bem como o lançamento da 1ª pedra do novo complexo desportivo do Sport Moçâmedes e Benfica. Este salão não me parece o dos Paços do Concelho onde a ideia que me ficou, é que por toda a parede estavam óleos de pessoas ligadas à fundação de Moçâmedes, par além, é claro, de fotos dos Governantes portugueses de então, em tamanho muito maior que o que está aqui representado. Provavelmente será o salão nobre do novo edifício do Grémio da Pesca, inaugurado na sequência da recepção à chegada do Governador Geral.

Grande número de alunas do Colégio de Nossa Senhora de Fátima com as suas saias azuis escuras e blusas brancas com gravatas encontram-se aqui representadas, para além de outras pessoas e organizações que resolveram estar presentes nos Paços do Concelho. Da esq. para a dt., ao fundo reconheço: Carlos Calão (porta-estandarte e funcionário do Grémio), a filha de Hemitério Alves, Olimpia Moreira, Humberto Pinho Gomes (porta-estandarte e funcionário do Grémio) e um pouco mais à dt., Isabel Castro (porta-estandarte. à dt., Vina Almeida. Sentada, à esq., Celeste Fonseca Robalo (de branco) e por detrás a filha Babiza, mulher e filha do representante da União Nacionl em Moçâmedes. Na direcção do Brasão da cidade com o microfone na mão, de perfil, o então Secretário da Câmara, Artur Ferreira Trindade.