06 maio 2008

Gente de Moçâmedes (finais da década de 50/princípios da década de 60)






1ª foto: Diogo Baptista, Marizette Veiga e filhos.

2ª foto: José Vicente Arvela, Olimpia Aquino Arvela e os filhos, José, Carlos e Filipe

3ª foto: Carlos Cristão (trabalhava na Sotrage como guarda-livros), mulher, filhos e nora.

4ª foto: Nesta foto, reconheço, entre outros, ao centro, o casal Noelma e Alfredo Esteves acompanhados dos filhos Raquel e..., e à dt. o casal Clotilde e Mário Romualdo Frota Tendinha, também acompanhados dos respectivos filhos, Mário e Ana Clara. O 3º casal e filhos, à esq., parece-me Manuel Esteves e a família, mas não tenho a certeza. Data provável: finais dos anos 50.

Quem em Moçâmedes não conheceu estes dois casais? Alfredo Esteves, um dos filhos de D. Assunção Esteves (Assunção padeira), viria a herdar a padaria da família, que ficava situada na Torre do Tombo, padaria onde comprei o pão da minha infância e juventude, e que ficava ali bem juntinho à sede do velho Ginásio. Alfredo, ainda hoje, 32 anos após a independência de Angola, ali continua, garantindo o fornecimento de pão à população, tal como fizera naqueles tempos em que após o êxodo dos brancos e não só, a cidade ficara esvaziada de infraestruturas.

Mário Romualdo Frota Tendinha, funcionário do Banco de Angola, era em 1974 gerente na agência daquele banco na cidade do Luso (Luena).

Sem comentários:

Enviar um comentário